Selecione a sua região:

 

Rio de Janeiro volta a ter água com gosto alterado e falha em abastecimento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Moradores da cidade do Rio de Janeiro voltaram a reclamar do gosto de terra e água turva recebida em casa pela Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio) —situação bem parecida com a verificada no começo do ano passado, que ficou conhecida como “crise da geosmina”

Em meio à pandemia do novo coronavírus, há também reclamações de interrupção e falhas de abastecimento em ao menos 16 bairros das zonas norte e oeste e nos municípios de Nilópolis, Belford Roxo e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Apesar de a Cedae alegar que não há alteração na água produzida na estação de tratamento do rio Guandu, tem morador que já deixou de consumir a água da companhia.

É o caso de uma moradora da avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, zona sul do Rio, que notou alteração no sabor da água na semana passada.

Após surgirem relatos de modificação na cor e sabor da água na última quinta-feira (22), a Cedae desligou por dez horas o sistema de tratamento do rio Guandu —medida preventiva e emergencial.

No entanto, moradores de diversos bairros estão até hoje com fornecimento irregular ou totalmente sem água —problema também ocorrido no final do ano passado que levou a Cedae a adotar revezamento no fornecimento. Na ocasião, foi constatado um defeito em um dos motores da Elevatória do Lameirão, responsável pela distribuição da água para a capital e para Nilópolis, na Baixada Fluminense.

Fonte: UOL

Shopping Cart
× Como posso te ajudar?