Vigilância Sanitária interdita reservatório de água

Agentes afirmam que encontraram galhos e terra dentro da caixa d’água do campus.

A Vigilância Sanitária interditou os reservatórios de água de um campus da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) nesta quinta-feira (9). Cinco alunos do Centro de Letras e Artes foram diagnosticados com Hepatite A recentemente.

Equipes da vigilância coletaram nesta quarta-feira a segunda amostra de água. Técnicos já tinham recolhido material nesta terça-feira (7).

A Vigilância Sanitária afirma que funcionários encontraram nas caixas d’água restos de terra e galhos. Resíduos podem ter sido levados pela enchente no dia 8 de abril. De acordo com a Vigilância, na visita foram inspecionadas as torneiras, banheiros e o restaurante que servem ao centro universitário.

A interdição foi realizada por prevenção aos riscos à saúde pública. De acordo com a Vigilância, os serviços de higienização e manutenção do sistema de abastecimento não foram iniciados.

Das seis amostras coletadas pelo Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp), cinco não apresentaram alteração e uma teve resultado insatisfatório por falta de cloro. O material foi repassado para a Fiocruz, referência para análise de Hepatite A.