Chás e sucos hidratam?

Estudos apontam que mais da metade dos homens e 40% das mulheres não ingerem a quantidade ideal de água filtrada ou purificada.

E estamos bebendo menos água do que deveríamos para manter a saúde em dia e o organismo funcionando a todo vapor.
Estudo recente realizado com mais de 16 mil adultos em 13 países, incluindo o Brasil, mostrou que apenas 40% dos homens e 60% das mulheres atingiram a recomendação de ingestão de água proposta pela EFSA (European Food Safety Authority).
 
“O corpo humano é constituído de 70% de água. Ela é um importante condutor, responsável pelo transporte de nutrientes, oxigênio e sais minerais para as células. É também um solvente universal: ajuda o organismo a diluir e eliminar toxinas, poluentes e contaminantes”, diz a nutricionista Alessandra Luglio, diretora do Departamento de Nutrição e Sustentabilidade da Associação Brasileira de Saúde Funcional e Estilo de Vida (Abrasfev).
A quantidade de água recomendada por dia varia conforme o clima (lugares mais quentes demandam maior hidratação) e intensidade de atividade física praticada. Mas, de maneira geral, uma mulher adulta deve consumir pelo menos 2 litros de água por dia e, um homem, pelo menos 2,5 litros. Alessandra explica que a falta de hidratação pode gerar alterações nas células, causadas pela concentração de toxinas.
 
Consequências da baixa hidratação do organismo:
  • Intestino preso
  • Má digestão
  • Problemas renais
  • Envelhecimento precoce
  • Baixa capacidade de concentração
  • Raciocínio lento
  • Celulite
  • Pele e cabelos ressecados e desidratados
O ideal é consumir água pura, filtrada, e não trocá-la por sucos, chás e outras bebidas açucaradas.
 
Baixa hidratação afeta as crianças e adolescentes
E não são só os adultos que estão ingerindo uma quantidade inadequada de água. O problema envolve uma grande parte das crianças e adolescentes, como mostra estudo com 3.611 crianças com idade entre 4 e 9 anos e 8.109 crianças e adolescentes (10-18 anos). O déficit de hidratação é maior entre as crianças de 4 a 9 anos do que entre os maiores, com idades entre 10 e 18 anos.