O que é Desidratação?

A desidratação ocorre quando o corpo usa ou perde mais líquido do que o ingerido. Quando isso acontece, o organismo pode ter dificuldades para realizar suas funções normais. Se você não repõe os líquidos que são utilizados ou perdidos, ocorre a desidratação.

Todos os dias perdemos uma certa quantidade de água com suor, urina, fezes e sob a forma de vapor ao respirar. Juntamente com a água, pequenas quantidades de sais minerais também são perdidos. Além disso, a água é responsável por nutrir as células do nosso corpo e garantir que todas as funções serão devidamente cumpridas.

Ao perder muita água, o corpo ficar fora de equilíbrio ou desidratado. A desidratação severa pode levar à morte.

Tipos

De acordo com a gastroenterologista Maira Marzinotto, a desidratação pode ser dividida em três tipos:

Isotônica

Esse tipo de desidratação é decorrente da perda de volume sanguíneo (após um quadro de diarreia, por exemplo). O termo isotônica significa que há perda de água e sais minerais na mesma proporção.

Hipertônica

É a desidratação que cursa com perda de água e aumento do sódio no sangue. Esse tipo de desidratação é secundária geralmente a alguns problemas de saúde, como o diabetesinsipidus ou a doenças mais graves, como queimaduras extensas ou febres prolongadas.

Hipotônica

Está relacionada à perda de sal e consequente diminuição do sódio no sangue. Esse quadro geralmente é causado pelo uso abusivo de diuréticos (que fazem o rim excreta excesso de sal) ou em portadores de problemas renais.