Beba água antes de ter sede

Ingestão de água deve ser feita ao longo do dia, principalmente entre as refeições, recomendam os especialistas.

Pode-se sobreviver dias e semanas sem comida, mas sem água é praticamente impossível, isto porque a água exerce várias funções essenciais no organismo.

A menos de um mês do verão, altura em que os termómetros registam temperaturas mais elevadas, o risco de desidratação é maior devido às perdas de líquidos, sobretudo nas crianças, uma vez que os mecanismos de absorção e de ‘poupança’ de água ainda não estão completamente definidos.

Desta forma, a nutricionista Ana Sofia Freitas aconselha a que se beba água “antes de ter sede”, uma vez que a sede aparece normalmente depois da desidratação. De acordo com a especialista, deve beber-se água ao longo do dia, principalmente entre as refeições, contrariando assim o mito de que se deve restringir a ingestão de água às refeições de almoço e jantar.

Escolher a água pode ser uma tarefa difícil, dada a variedade de marcas existentes no mercado. A principal diferença é relativa ao ph e há quem acredite que a água mais alcalina (com ph mais elevado) é mais benéfica do que as outras. Ao CM, a nutricionista explica que este é um mito, visto que a água mais alcalina “nem sequer vai influenciar o ph do estômago”. Para quem tem mais dificuldade em sentir sede, como os idosos, por exemplo. A nutricionista recomenda que se evitem também chás diuréticos, “e muitos cafés por dia”, principalmente nos dias de muito calor, “pois irão contribuir para ir mais vezes à casa de banho e, consequentemente, aumentar a desidratação”.

A falta de água pode causar dores de cabeça, fadiga, pele seca ou até problemas nos rins, mas também pode levar a que “petisque fora de horas” porque é confundida a sensação de sede com fome, alerta Ana Sofia Freitas. O ideal mesmo é que tenha sempre água consigo e que “beba antes mesmo de ter sede”.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/beba-agua-antes-de-ter-sede